Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A TITA TEM UMA FAMÍLIA

Quarta-feira, 30.07.08

Tenho um hábito carinhoso de juntar as faces das pessoas que amo muito e digo que me são queridas. E fico a olhá-las com um sorriso.

A mamã com a vovó. Adoro as duas, com as minhas mãos encosto a cara delas e dou beijinhos nas duas.. A mamã é bela ,linda e faz-me muitos mimos. E eu gosto muito, muito, dela.

A vovó é como se fora uma outra mamã. Ás vezes até me engano e digo mãe. Depois dou pelo erro e rio-me, adoro a vovó duma forma especial e cúmplice.

Junto as faces da vovó e do vovô. Adoro os dois. E sei, sinto que eles se adoram. Dou beijinhos e sorrio.

Junto a face da mamã e do papá. Isto é emoção? o meu sorriso eleva-se para um e outro e digo:

-Mamã! Papá! Somos uma família! O meu sorriso tinha muita ternura, tudo o que eu senti que é ser uma família. O meu papá chorou. Que foi que eu disse?

A vovó chegou e fomos ao parque. Eu vou na frente e digo à vovó:

-Vovó, eu vou sozinha.

Na rua há muitas portas com vidros e vejo a minha imagem e digo à vovó:

Vovó, a Tita é bela!

A vovó ri-se e diz que sou bela, bonita e uma menina muito inteligente e muito querida.

No parque estão uns meninos muito crescidos que fazem macacadas. Sento-me num banco que há no parque a observá-los com muita atenção.

-O que estás a fazer aí sentada, Tita? Pergunta a vovó. E eu digo.

-Estou a observar aqueles estúpidos.

A vovó diz que não devo chamar esses nomes aos meninos, para que um dia não me chamem a mim. Observo-os. e olho para a vovó.

-Ah!, vovó. Tu também estás a observá-los. Assim não vale!...

De regresso de mais um dia de brincadeiras vamos ao café das cadeiras encarnadas e bebo um sumo. Que bem me sabe.

beijinhos a todos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por gatamaneiras às 10:49

A TITA FOI ANDAR DE BARCO E OUTRAS ANDANÇAS

Domingo, 27.07.08

Fui andar de barco. Um barco muito grande, que saiu da cidade onde eu moro para a outra banda onde mora a vovó.

No barco havia muitas pessoas, eu ia com o papá e a mamã e o Pedro que vai sempre escondido dentro da barriga da mamã. E havia um homem, grande como o papá que falou com muita a alegria ao meu papá e lhe chamou seu primo e disse para irmos ao pé dele, lá em cima.

Fiquei encantada. Era uma casinha como há no parque e com uma roda grande que anda para cá e para lá. Ele sentou-me num banco e eu via o mar, que o meu pai diz que é um rio.

Foi muito giro porque este barco anda e eu movo a roda, eles dizem que é o leme que faz virar o barco. Eu ia muito séria e muito contente.

Dei por mim a dizer que me aconteciam coisas que não aconteceram. Mas eu lembro-me, ou sonhei.

Eu disse no elevador, quando uns vizinhos entraram que o papá e a mamã tinham deixado a Tita sozinha na escada e que a Tita chorou. E isto não aconteceu e os meus pais ficaram muito surpreendidos.

Outro dia disse ao meu papá que a Sofia, que é uma menina muito sossegada que brinca comigo no parque, me tinha dado com uma bola cor de rosa na cara. E isto não aconteceu.

Mas não disse que cai nas montanhas, pequenas elevações no parque que eu chamo de montanhas, porque fugi da vovó.

O meu avô interroga-se como é que surge a mentira numa menina a quem nunca se mentiu.

Se isto faz parte das origens da pessoa, dos genes. E disso eu ainda não percebo nada. Mas que acho graça a estas minhas invenções, acho.

A Tita fez cocó no bacio. E foi uma grande festa. Não sei porquê. É muito melhor fazer na fralda...

Hoje fui almoçar com os avós, a um restaurante junto à casa deles e gostei muito.

O avô levou-me junto da água do rio, que é como um lago grande e havia muitas pedrinhas pequeninas que eu peguei e atirei à água, muitas. Foi muito divertido. Havia muitos barcos pequeninos na água e na areia.

Beijinhos a todos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por gatamaneiras às 17:08

ESTIVE DE FÉRIAS

Quinta-feira, 24.07.08

Olá a todos.

O meu avô esteve ausente deste espaço por um longo espaço de tempo e não me deu uma razão que eu pudesse aceitar como válida.

Resumindo o que tenho feito estes dia todos que não cresci aqui no blog, vou falar das minhas férias. Porque na realidade cresci imenso. Quando quero fazer coisas que não me deixam eu digo que já sou grande. Quando me falam do Pedro, o tal que está na barriga da mamã, eu digo que sou pequenina, ainda bebé.

Fui com o papá e a mamã para um sitio que se chama Algarve. Havia uma praia muito grande e bonita. Já lá tinha estado o ano passado. Foi lá que comecei a andar em pé.

A Tita também é muito bela e crescida. Este ano já gosto de brincar com a pá, o ancinho e as formas de fazer bolos, o balde e diverti-me muito com as idas junto da água para molhar os pés.

Há esqueci de dizer que o Pedro também veio. Ele ainda está na barriga da mamã.

Fomos ver o Zoo marine que é onde estão os golfinhos que saltam e fazem brincadeiras muito giras. A principio assustei-me, mas depois passei a gostar.

Sinto que estou mais desenvolvida a falar, a construir frases e ligações de conversas.

E acho muita piada ás desculpas dos grandes quando não me deixam fazer coisas que eu quero fazer.

Dez dias sem ver a vovó foi muito difícil de passar, embora eu goste muito da mamã e do papá, adoro-os e fazem-me muitos miminhos e eu a eles, mas sinto a falta da vovó e do vovô..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por gatamaneiras às 09:05





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031