Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A BICICLETA DA TITA

Sábado, 15.11.08

Quando o papá e a mamã chegaram a casa, naquele dia, não vi o  Pedro e perguntei.

_Mamã, e ele.?

Afinal vinha numa embalagem,lá atrás, uma alcofinha. Fiquei muito nervosa. Não imaginava como seria ele em casa comigo. E a vovó pegou nele, mas depois também lhe peguei e vi que era giro ter um mano. Talvez não fosse assim tão mau como eu imaginava. Ele até nem anda pela casa como eu. Mas a mamã anda sempre com ele ao colo e não me pega, diz que tem dói dói na barriga, mas pega nele, não percebo e fico pensativa.

Felizmente o papá dá-me a mesma atenção e a vovó e até o avô tem passado mais tempo a brincar comigo.

O tio João trouxe uma prenda grande e eu julgava que era para o Pedro. Mas o tio João disse que era para mim e eu fiquei muito contente. Era um microfone grande do Nodi e eu que pensava que era uma bicicleta.

Então o meu pai comprou-me uma bicicleta e eu fiquei muito contente. Levei-a para o parque  e deixei os meus amigos andar na bicicleta. O avô veio para me ensinar. Fui eu que quis que ele viesse. O avô brinca muito comigo e não pega no Pedro, muito tempo. O avô diz que quando o Pedro crescer vamos ser todos muito amigos nas brincadeiras.

Agora dizem que estou muito gorda e que não posso comer bolachinhas. Acho que é por causa do Pedro.

Fui andar de bicicleta com o papá e a mamã. O avô e a avó ficaram em casa com o Pedro!...

Gostei desta manhã especial fora da rotina.

Agora ando a pensar que quero ir para a escolinha para aprender a ler. Quero ler as histórias dos livros para não me contarem de maneira diferente. E para eu também saber inventar e escrever no blog porque o meu avô parece que anda muito ocupado!...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por gatamaneiras às 12:50

REFLEXÕES DA TITA SOBRE O PEDRO

Segunda-feira, 29.09.08

Olá, a todos.

De repente começo a ver entrar pela casa, uma banheira de bebé, roupas que não são para mim,  e dizem, quando eu pergunto, que é para o Pedro.

Confesso que esta história do Pedro me deixa muito confusa. A vovó é só minha, a mamã é só minha, o papá é só meu, o vovô é só meu, não compreendo porque hei-de repartir com o Pedro, se nem sei ainda quem ele é. Para mim é só um nome e um nome que se  prepara para me tirar tudo o que até aqui tem sido só meu. Só vejo a barriga da mamã a crescer e ela sem vontade para brincar comigo.

Talvez por isso dei em fazer o que eu chamo patifarias e malandrices à minha querida vovó. Tudo o que dizem para eu  não fazer, eu faço quando estou só com a vovó. Ponho-me em cima da mesa da sala, a dançar. Salto em cima dos sofás. Voltei a escrever nas paredes e até pedi a chucha, quando vi entrar umas chuchas e me disseram que era para o Pedro. Mas a chucha nah!... Larguei logo, não quero mesmo.

Faço a vovó fazer ginástica comigo, no chão, levantar os braços, as pernas, nadar e rio-me muito porque ela engana-me, não faz direito, diz que lhe dói.

Já me custa muito que o meu avô venha visitar-me menos vezes do que eu estava acostumada. Eu acho que ele fica com o meu tio João e eu não queria. O avô é só meu e eu gosto muito do avô.

A minha amiga do parque, a Matilde, também tem um Pedro de novo. Puseram-na numa escola e ela ficou triste. Espero que não me façam o mesmo a mim quando o Pedro vier.

Há dias o avô foi comigo ao parque sozinho porque a vovó foi ao Sr. Doutor. Gostei muito porque o avô empurrou o baloiço com muita força e eu subi mais alto que as outras meninas.

Beijinhos

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por gatamaneiras às 16:44





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031